segunda-feira, 13 de maio de 2013

Dorian Gray





Nome original:Dorian Gray
Nome no Brasil:Dorian Gray
Direção: Oliver Park
Produção: Barnaby Thompson
Roteiro: Toby Finlay
Fotografia: Roger Pratt
Trilha Sonora: Charlie Mole
Duração: 112 min.
Ano: 2009
País de origem: Reino Unido
Gênero: Drama, fantasia
Distribuidora: Europa Filmes
Classificação: 16 anos


Em "Dorian Gray (2009)", Dorian Gray é um jovem extremamente belo, e ingênuo, que se muda do interior da Inglaterra para Londres após receber uma grande herança. A alta sociedade londrina pressiona o rapaz, esperando atitudes e comportamentos que não lhe eram naturais até então. Basil, um aclamado pintor da época, se encanta com a beleza de Dorian, e se propõe à pintar um retrato dele, o famoso retrado que desencadeará toda a história.
Dorian se envolve com uma doce atriz, Sybil, e logo estão noivos e apaixonados, porém a influência de Wotton, com suas idéias mirabolantes e desafiadoras faz com que o jovem mude seu comportamento de tal maneira que Sybil, a jovem noiva apaixonada não aguenta mais e comete suicídio. Dorian fica devastado ao saber, ainda mais quando descobre que ela estava grávida. Ele, então, perdido e perturbado, acaba sendo atraído pela vida luxuriante, pelas festas, drogas e orgias.


O retrado feito por Basil, tornou Dorian imortal, ele jamais envelhecerá, assim não perdendo sua beleza jovial, encantando e assombrando as pessoas da cidade.

O filme foi bastante criticado por não ser fiel à obra de Oscar Wilde. Tob Finley, que escreveu o roteiro do filme, modificou profundamente a história, até criando personagens inexistentes, caracterizando-a como uma releitura, uma adaptação na tentativa de apresentar o clássico à um público diferente.

Algumas características de Wilde permanecem na adaptação: a ironia, a crítica, as frases afiadas.
Essa foi a 16ª adaptação cinematográfica do livro. As anteriores foram: Dorian Gray Portrait (1910),The Picture of Dorian Gray (1913), Portret Doryana Greya (1915), The Picture of Dorian Gray (1916), Das Bildnis des Dorian Gray (1917), Az Élet Királya (1918), O Retrato de Dorian Gray (1945), Dorian Gray (1970),The Picture of Dorian Gray (1973), The Portrait of Dorian Gray (1974), A Nudez de Hollywood (1978), The Sins of Dorian Gray (1983), Dorian Gray - Pacto com o Diabo (2001), The Seven Deadly Sins: Gluttony(2001), The Picture of Dorian Gray (2004) e Dorian (2005).

Opinião 
Para quem leu o livro, certamente o filme fica devendo, por silenciar detalhes que fazem com que a história se torne mais interessante. No entanto, a sensualidade do jovem Dorian é explorada com afinco, e a mudança de humor, personalidade e atitude do rapaz que nunca envelhecia são o grande atrativo do filme. 
Sem dúvida é um erro ver o filme sem conhecer a obra. Não é uma grande produção, mas não deixa de ser bonita, e certamente ao ver o filme haverá o desejo de consultar a obra, pela sedução e maldição que acompanham a doce face.
Recomendo: para os que já leram o livro e não possuem a expectativa de que o filme o supere. 


Trailer 


2 comentários:

  1. Eu gostei do filme, mas o romance é definitivamente original, enquanto assistia o filme me fez lembrar da marca nova série chamada PennyDreadful, uma história que lida com a origem dos personagens literários clássicos como Dorian Gray e Dr. Frankenstein, a verdade é muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me interessei por essa série! Vou procurar!
      Obrigada ;)

      Excluir